whatsapp
Faleconosco pelo
Whatsapp do BOOK7

(11) 2928-4923
0Item(s)

Nenhum produto no carrinho.

Product was successfully added to your shopping cart.
  • Contemporâneo de mim Contemporâneo de mim
Anterior

Primeiras Estórias + Marca Página

Anterior

Viagem à Montanha Azul

Contemporâneo de mim

Descrição Rápida

Código: 9788528612820
Editora: RECORD
Autores: Daniel Piza
Edição: 1

Detalhes

O livro Contemporâneo de Mim, de Daniel Piza, reúne alguns dos mais marcantes textos publicados durante a primeira década da coluna semanal assinada pelo jornalista. A “Sinopse” – que surgiu em outubro de 1996, na Gazeta Mercantil, e, em maio de 2000, se transferiu para O Estado de S. Paulo, onde permanece até hoje – nasceu, nas palavras do autor, “com a idéia de registrar e analisar esse tempo, como se fizesse ‘história a quente’, na tentativa de esboçar contextos e perspectivas para os fatos de cada semana”. O título, Contemporâneo de Mim, vem da epígrafe do livro, um poema de Ferreira Gullar que serve como alerta para a nossa incapacidade de decifrar, e nos convoca a uma reflexão sobre a contemporaneidade. “Matérias de jornal têm vida curta”, escreve Daniel Piza na introdução, “embora a maioria dos livros também caia no esquecimento; a oportunidade de ler esses textos juntos, em seqüência (qualquer que seja a escolhida pelo leitor), reforça a esperança de que é possível tirar um senso, ou alguns sentidos, do quase-caos em que vivemos.”

Informação Adicional

Descrição Resumida O livro Contemporâneo de Mim, de Daniel Piza, reúne alguns dos mais marcantes textos publicados durante a primeira década da coluna semanal assinada pelo jornalista. A “Sinopse” – que surgiu em outubro de 1996, na Gazeta Mercantil, e, em maio de 2000, se transferiu para O Estado de S. Paulo, onde permanece até hoje – nasceu, nas palavras do autor, “com a idéia de registrar e analisar esse tempo, como se fizesse ‘história a quente’, na tentativa de esboçar contextos e perspectivas para os fatos de cada semana”. O título, Contemporâneo de Mim, vem da epígrafe do livro, um poema de Ferreira Gullar que serve como alerta para a nossa incapacidade de decifrar, e nos convoca a uma reflexão sobre a contemporaneidade. “Matérias de jornal têm vida curta”, escreve Daniel Piza na introdução, “embora a maioria dos livros também caia no esquecimento; a oportunidade de ler esses textos juntos, em seqüência (qualquer que seja a escolhida pelo leitor), reforça a esperança de que é possível tirar um senso, ou alguns sentidos, do quase-caos em que vivemos.”
ISBN13 9788528612820
ISBN10 Não
Edição 1
Autores Daniel Piza
Total de Páginas 476
Peso sem embalagem 0.490
Formato do Produto 16x23
Volume Não
Faixa Etária Não
Encadernação Brochura
Ano Edição 2007
Data de Publicação Não
Idioma Português
Origem Brasil
Selo BERTRAND
Tamanho da Letra Não
Tradução Não
Prazo de Expedição 20

Tags do Produto

Use espaços para separar as tags. E aspas simples (') para frases.

  1. Seja o primeiro a avaliar este produto

Queremos saber sua opinião