Entre em contato conosco
(11) 2928-4923
0Item(s)

Nenhum produto no carrinho.

Product was successfully added to your shopping cart.
Anterior

Clarice Lispector: Uma Literatura Pensante

Anterior

Antes Tempos Depois: Pequenos Ensaios

Dicta&Contradicta - N° 7

Descrição Rápida

Código: 9788520010617
Editora: RECORD
Autores: Rabello, Guilherme Malzoni
Edição: 1

Detalhes

A Revista Dicta&Contradicta Chega ao Seu Quarto Ano Com a Edição de Número 7, Agora Em Parceria Com O Grupo Editorial Record. a Parceria Consolida Dicta, Revista de Ensaios e Debates, No Mercado Editorial Brasileiro, Em que Vem Ocupando Por Sucessivas Vezes a Lista dos Mais Vendidos Em Seu Segmento. Nesta Edição, São 34 Ensaios de Mais de 30 Autores Diferentes, Com Uma Abordagem Clara e Profunda Sobre Temas que Vão da Política Internacional ao Cinema Francês, da Filosofia Política À Crítica de Arte, Passando Por Contos e Poemas Inéditos, Resenhas de Livros e Textos Clássicosa Revista Traz, Inicialmente, Entrevista Exclusiva Com Aquele que É Considerado O Maior Escritor Francês Vivo da Atualidade, Yves Bonnefoy, Elaborada Cuidadosamente Pelo Tradutor e Crítico Inglês Chris Miller. Bonnefoy Está Também Em Outras Seções da Revista, Como No Ensaio “Yves Bonnefoy – para Começar, Um Tríptico”, Uma Introdução a Sua Obra, Também Assinada Pelo Colaborador Chris Miller, e Na Seção “Poema Traduzido”, Com Versões Inéditas Em Português de Seus Mais Recentes Poemas Feitas Por Mario Laranjeira. Dicta&Contradicta Também Aborda Temas Polêmicos Como O Caso Cesare Battisti, Com Uma Análise Feroz do Escritor Inglês Anthony Daniels Sobre a Produção Literária e Os Anos de Exílio Na França, Temas Pouco Comentados da Vida do Italiano. Outro Destaque da Revista É a Seção “Do Lado de Lá”, Com Quatro Ensaios Curtos e Irreverentes do Cenógrafo, Roteirista e Polígrafo David Mamet, Ganhador do Prêmio Pulitzer e Duas Vezes Indicado ao Oscar (Melhor Roteiro Por Wag The Dog e The Veredict). Nos Textos, Ele Fala Basicamente a Atores de Teatro, e No Último Ensaio Traz Dicas Aos Iniciantes No Ofício da Dramaturgia Cuja Principal e Derradeira Lição É: “Sempre Leve a Sua Carteira para O Palco.”Dicta&Contradicta Traz Ainda Um Ensaio Inédito de Rémi Brague que Analisa Historicamente O Binômio Ateísmo-Superstição, e Em Seguida, a Colaboração do Historiador Inglês Micheal Burleigh Traçando Um Panorama das Diversas Ideologias Atéias que Durante a 2ª Guerra Mundial Serviram-Se da Religião para Justificar Suas Ações. a Revista Foi Lançada Em Junho de 2008. Desde Sua Estréia, Vem Apresentando ao Público Brasileiro Jovens Escritores e Intelectuais Consagrados No Brasil e No Mundo. Sucesso de Crítica e de Vendas, a Revista Ficou Repetidamente Na Lista dos Mais Vendidos de Seu Segmento.A Revista Tem Se Renovado, Assim Como Tem Crescido. “Renovar-Se Significa, Acima de Tudo, Voltar Às Raízes, Aos Ideais que Nos Impulsionam. É Hora de Convidar O Leitor a Refletir Conosco Sobre O que Pretendemos e Sobre Como Conceber Nossa Missão”, Afirma Guilherme Malzoni Rabello, Presidente do Ife (Instituto de Formação e Educação, que Idealizou a Revista) e Editor da Publicação. a Dicta Tem Atuado Durante Seus Quatro Anos de Existência Sob a Idéia Fundamental de que a Cultura É Importante para a Sociedade Contemporânea, e Combate, Com Especial Atenção, Neste Número a Idéia Generalizada dos Dias de Hoje de que a Cultura, Especialmente a Alta Cultura, É Algo a Mais, Uma “Cereja do Bolo Social” que Está Sobrando. Vai Contra a Visão de Que, Num País Como O Nosso, a Preocupação Tem de Ser Apenas Com As Necessidades Iminentes – Educação, Saúde, Alimentação.Ao Contrário, Prega, de Início, O Editorial. “Para Bem e para Mal, O Pensamento É O Pai da Ação, e O Pensamento, Entendido Socialmente – a Cultura –, Apóia-Se No Seu Cume, Naqueles Raros Indivíduos que São Especialmente Dotados para a Captar a Realidade e Refletir Sobre Ela, e para Exprimi-La de Maneira Conceitual Ou Artística. Nos ‘Intelectuais’, Numa Palavra, Especialmente Nos que Cultivam a “Alta Cultura”, Lidos Inicialmente Por Poucos, Mas Depois Explicados, Adaptados, Traduzidos, Comentados, Criticados, Aceitos Ou Rejeitados Pela Multidão”, Afirma O Texto. Mesmo Reconhecidos Os Déficits Mundiais Nas Áreas de Direitos Humanos, Política Internacional, Social e No Meio Ambiente, Não Se Pode Acreditar que a Cultura Nada Acrescente Ou Não Tenha Acrescentado Historicamente Nada para que Esses Problemas Venham Sendo Solucionados, Acredita Dicta. a Cultura Garante Um Nível Básico de Desenvolvimento. “E O Brasil Parece Ter Chegado a e Até Superado Esse Ponto.”

Informação Adicional

Descrição Resumida Dicta&Contradicta - N° 7
ISBN13 9788520010617
ISBN10 Não
Edição 1
Autores Rabello, Guilherme Malzoni
Total de Páginas 251
Peso sem embalagem 0.492
Formato do Produto 18x23x1,9
Volume Não
Faixa Etária Não
Acabamento Brochura
Ano Edição 2011
Idioma Português
Origem Brasil
Selo Civilização Brasileira
Tamanho da Letra Não
Tradução Não
Prazo de Disponibilização 7

Tags do Produto

Use espaços para separar as tags. E aspas simples (') para frases.

  1. Seja o primeiro a avaliar este produto

Queremos saber sua opinião